Home » A Festa » Menu para casamento: acerte no cardápio!

Menu para casamento: acerte no cardápio!

Menu para casamento: acerte no cardápio!

Veja como montar o menu para casamento. Experts no assunto dão dicas valiosas para fazer o cardápio perfeito.

Uma coisa é certa! A definição do bufê é uma das escolhas mais importantes durante a organização de um evento, já que o assunto será um dos principais destaques da sua festa. E, engana-se quem pensa que é fácil definir os pratos que serão servidos no grande dia, afinal, como agradar a todos os gostos? Daí por diante surgem várias dúvidas: como escolher o menu para casamento; bebidas; estações; tipos de serviços; apresentação dos pratos e por aí vai… Importante é que o cardápio escolhido englobe, além da preferência dos noivos, receitas que também tenham a ver com o perfil dos convidados, ou seja, um menu equilibrado.

Ainda assim, é preciso pensar em opções diversificadas, saborosas e criativas para que todos os presentes saiam com um gostinho de quero mais! Deu desespero? Fique tranquila! Tivemos o maior prazer em destrinchar essa deliciosa matemática, deixando para você, apenas o trabalho de ler, e claro, aproveitar todas as dicas que daremos aqui!

Acredite, estão imperdíveis! Para falar sobre o assunto, convidamos três conhecidos bufês, o Buffet do Castelo do Batel, do Paraná, Patrícia Xavier Buffet de Goiânia e Sweet Cake de Brasília! Confira!

TIPOS DE SERVIÇOS DE BUFÊ

♦ Segundo a equipe do Buffet do Castelo do Batel, um dos serviços mais procurados é o serviço americano: seja em um bufê de antepastos (servido no primeiro momento do evento) ou no jantar à inglesa (empratado). Enquanto, para o caso de serviço de coquetel volante (primeiro momento) é possível servir também minidegustações;

♦ Já a equipe de Patrícia Xavier Buffet, afirma que a vantagem do serviço a americana é justamente a variedade de ilhas gastronômicas que estão em funcionamento, do primeiro ao último minuto da festa, com cuidado minucioso quanto à reposição e temperatura dos alimentos. Juntamente com isso, são servidos os clássicos “finger foods” com o objetivo de atender aqueles convidados que não querem se dirigir à ilha e preferem apenas um aperitivo;

♦ Por fim, Celso, da Sweet Cake diz que hoje não existe um protocolo sobre o que deve ser servido e que, inclusive, já fizeram casamentos com cafés da manhã, brunch, almoço e até lanche, embora concorde que o mais pedido entre as noivas seja mesmo o serviço a americana.

Um toque de requinte na apresentação de cada iguaria - Patrícia Xavier Buffet - Foto Estúdio AT e Divulgação

O colorido dos ingredientes deixou o prato ainda mais charmoso - Patrícia Xavier Buffet - Foto Inédita Fotografia

Mesa de antepastos - Buffet do Castelo do Batel - Foto Valterci Santos

QUAIS ESTAÇÕES SERVIR

♦Patrícia Xavier Buffet enfatiza a importância da personalização do menu com diversos tipos de ilha como: brasileira, oriental, mediterrânea, espanhola (bar de tapas e La Paelleria), árabe, mexicana etc. Ela diz que hoje é normal servir uma degustação regional feita com produtos locais entre pratos clássicos, sem contar as comidinhas de bar, pastelaria na saída do evento e outras “brincadeiras” que ela afirma ser o chamado movimento “confort food”, trazendo a simplicidade na elaboração dos pratos mas com muitas memórias gostosas e saudosistas;

♦ Por fim, o Buffet do Castelo do Batel alerta: caso o cliente opte pelas estações, é essencial que as mesmas estejam bem distribuídas em todo o espaço, permitindo uma boa circulação e visualização por parte dos convidados.

Receita com apresentação impecável - Buffet do Castelo do Batel - Foto Kobiyama Photo e Vídeo

Saborosas receitas para agradar aos mais diversos paladares - Buffet do Castelo do Batel - Foto JR Medeiros

SOBRE A VARIEDADE DO CARDÁPIO

♦ Segundo a equipe do Buffet do Castelo do Batel, é desejável que o menu seja variado, inovador e bem equilibrado, de modo que transmita aos convidados algo marcante e que os prestigiem;

♦ Em paralelo, Celso da Sweet Cake, aconselha que nas ilhas gastronômicas sejam servidas sempre uma carne vermelha, um peixe ou camarão e uma massa neutra para equilibrar;

♦ Patrícia Xavier Buffet, também nos dá outras dicas. Segundo ela, para ter um cardápio elegante não é necessário conter todos os pratos do mundo e sim uma seleção equilibrada que tenha itens sofisticados, leves, saudáveis e itens clássicos que os convidados já estejam acostumados. Também é muito importante lembrar-se dos convidados que tenham alergia a crustáceos, intolerância ao glúten e lactose, além dos vegetarianos, que são muito frequentes nos eventos.

Miniporções - Patrícia Xavier Buffet - Foto Divulgação

O cuidado na preparação de cada prato, vale ressaltar, faz toda a diferença - Buffet do Castelo do Batel - Foto JR Medeiros

Sanduíche vegetariano - Patrícia Xavier Buffet - Foto Divulgação

APRESENTAÇÃO DOS PRATOS

♦ Para a equipe do Buffet do Castelo do Batel, a apresentação passa pela cor dos ingredientes, pela forma de serem acondicionados no prato, pela fácil identificação visual do que o prato se trata; pela quantidade e boa combinação dos molhos. Sem esquecer do tipo de material onde é servido (louça, prataria etc).

♦ Patrícia Xavier Buffet, ressalta a apresentação impecável e bem disposta na bandeja, assim como a manutenção da temperatura correta dos alimentos. Ainda segundo ela, a disposição dos pratos é praticamente como se fosse o planejamento de um arquiteto ao criar um belo ambiente, onde tudo é minuciosamente pensado, nada está ali por acaso.

♦ Para fechar, Celso da Sweet Cake afirma que é importante ter harmonia entre a decoração e a comida, que hoje em dia também tem uma função de destaque em qualquer evento.

Charmosas, as receitas também podem ser apresentadas em tacinhas  - Patrícia Xavier Buffet - Foto Inédita Fotografia

Opções de peixes também são bem-vindas, sobretudo para aqueles convidados que não comem carne - Buffet do Castelo do Batel - Foto JR Medeiros

Requintadas opções para todos os gostos - Buffet do Castelo do Batel - Foto Vimo e Iko Eventos

BEBIDAS

♦ Para Patrícia Xavier Buffet, é muito importante fazer o cálculo correto de uma garrafa de espumante ou champagne para 3 ou 2 convidados respectivamente, já que o champagne tem mais saída, e o whisky uma garrafa a cada 8 ou 110 convidados. Outro fator essencial é buscar fornecedores confiáveis e degustar essas bebidas para ter certeza da escolha correta.

Bebidas - Patrícia Xavier Buffet - Foto Estúdio AT

Deixe um Comentário ( Não Custa nada )

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados *

*

x

Check Also

COMO ECONOMIZAR DINHEIRO LEVANDO MARMITA! – Receitas de Minuto

A Nath Arcuri alugou o Receitas de Minuto por um dia e ensinou 2 receitas ...

Bolo Cremoso de Coco